(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

PSD apresenta Moção de Censura à Presidente de Câmara de Portimão Isilda Gomes

PSD apresenta Moção de Censura à Presidente de Câmara de Portimão Isilda Gomes

O PSD informou o Presidente de Assembleia Municipal de Portimão que, ao abrigo da Lei 169/99, Artigo 53, alínea i), propõe votar uma Moção de Censura à Presidente de Câmara Municipal em avaliação da sua acção desenvolvida na vacinação indevida contra a Covid-19.

Para o PSD Portimão, Isilda Gomes agiu «com imoralidade face a centenas de portimonenses que aguardavam como prioritários as suas duas doses de acordo com o Plano Nacional de Vacinação».

Mais informa o PSD que agilizou conversações com todas as forças partidárias do Município, com assento na Assembleia Municipal de Portimão, e que esta moção será subscrita por mais forças e membros autárquicos. Além disso, os deputados municipais independentes Pedro Pereira e Cristina Velha irão, igualmente, subscrever a moção apresentada em conjunto com o PSD de Portimão.

Infra, remete-se a declaração pública do Presidente do PSD/Portimão e também líder da bancada municipal de Portimão, Carlos Gouveia Martins:

A política fez-se com coragem e, sobretudo, quando passamos das palavras aos atos.

Informei o senhor Presidente da Assembleia Municipal de Portimão, enquanto Presidente do PSD de Portimão, que a bancada que lidero naquele órgão irá apresentar formalmente uma Moção de Censura à senhora Presidente de Câmara Municipal na consequência política da sua ação na vacinação indevida ao vírus SARS-CoV-2 que não esteve de acordo com o Plano Nacional de Vacinação à COVID-19 à data.

Sabendo que o PS Portimão afirmou publicamente o seu compadrio benevolente, preferindo a sigla partidária à legitimidade moral do processo, abordei pessoalmente todas as restantes bancadas políticas com assento na Assembleia Municipal de Portimão.

Censuramos o papel de quem lidera o executivo municipal. Quem devia dar o exemplo e, em sentido contrário, colocou Portimão no mapa dos “maus exemplos” nacionais nesta etapa de luta pandémica. Quem colocou o foco indevido nos brilhantes profissionais de saúde que, no Hospital de Campanha do Arena e em todo o universo CHUA, trabalharam para salvar portugueses e levaram com a “vacina” da desconfiança e descrédito de um caso político que abafou todo o belíssimo trabalho que fazem ainda.

Uma última nota para transmitir a ideia de que Portimão merecia ouvir o debate e, como acontece nestes últimos anos, fixar bem a diferença entre uns e outros.

Como já propusemos - rejeitado só pelo PS - que bom era ter transmissão em direto e online.

Estou disponível para, a qualquer hora e local, debater isto com todo o PS conivente com esta má conduta.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos