(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

PCP promove Sessão Pública em Lagos pela dinamização do transporte ferroviário na linha do Algarve

PCP promove Sessão Pública em Lagos pela dinamização do transporte ferroviário na linha do Algarve

A Comissão Concelhia de Lagos do Partido Comunista Português (PCP) vai realizar uma Sessão Pública na próxima segunda-feira, dia 10 de Maio, pela dinamização do transporte ferroviário na linha do Algarve.

O momento iniciar-se-á pelas 17:30 horas, na Praça Gil Eanes, frente aos Antigos Paços do Concelho, contando com a participação do deputado do PCP na Assembleia da República, João Dias.

Para o partido, «o transporte ferroviário é a espinha dorsal de um verdadeiro sistema de transportes, quer pelas suas características estruturantes para o sistema, quer pelo lugar estratégico que ocupa na vida económica do país, assegurando a circulação de mercadorias e bens e a mobilidade das populações, com enormes benefícios para o ambiente e para o desenvolvimento sustentável ao nível local, regional e nacional».

No Algarve o transporte ferroviário limita-se a uma linha de caminho-de-ferro, de via única, que atravessa a região desde Lagos a Vila Real de Santo António, por sua vez ligada à Linha do Sul, em Tunes. Inaugurada em 1889, a Linha do Algarve só ficaria com a extensão actual em 1922, com ligação a Lagos.

Neste sentido, o Grupo Parlamentar do PCP apresentou recentemente um Projecto de Resolução pela dinamização do transporte ferroviário na linha do Algarve, essencial ao desenvolvimento da região e bem-estar da população, que será apresentado à população de Lagos.

«Mais do que propaganda, o Algarve precisa que não se continue a adiar o seu desenvolvimento», afirma o PCP, sendo que «a realidade desta região reclama um forte investimento público que assegure o direito ao transporte e à mobilidade e, ao mesmo tempo, que se intervenha para a crescente substituição do transporte individual – ao qual está condenada a maioria da população».

O que se pretende é, portanto, primar pelo melhoramento dos transportes públicos colectivos, o que na óptica do partido representaria «evidentes ganhos no plano económico», isto é, menos importações, bem como ganhos ambientais, ao nível das emissões de gases.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos