(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2021 - Reduzir o Desperdício

PCP de Vila do Bispo promove Tribuna Pública sob o lema “Produção, Emprego, Desenvolvimento – Outro Rumo para o País: Uma Política Patriótica e de Esquerda”

PCP de Vila do Bispo promove Tribuna Pública sob o lema  “Produção, Emprego, Desenvolvimento – Outro Rumo para o País: Uma Política Patriótica e de Esquerda”

No passado dia 11 de Julho, realizou-se no mercado municipal de Vila do Bispo uma tribuna pública promovida pela Comissão Concelhia de Vila do Bispo do PCP sob o lema: Produção, Emprego, Desenvolvimento – Outro Rumo para o País: Uma Política Patriótica e de Esquerda.

 

Bruno Boaventura, da Comissão Concelhia de Vila do Bispo, fez a apresentação da iniciativa e deu a palavra a Tiago Raposo, membro da DORAL do PCP, que discursou sobre a necessidade de uma política que defenda a produção nacional e a soberania alimentar do país. Na sua intervenção, Tiago Raposo justificou ainda que “o PCP não poderia votar favoravelmente um orçamento suplementar que consagra o prolongamento do lay-off e ignora os problemas dos trabalhadores e das MPME, enquanto concede benefícios e apoios com dinheiros públicos aos grandes grupos económicos.”
Alertou também que “A quebra no turismo no Algarve devido à pandemia Covid-19 põe em situação crítica milhares de trabalhadores do sector. A falta de aposta na produção local e no desenvolvimento económico daquela que é uma região com condições excepcionais para a agricultura e pesca conduz o Algarve, em geral, e o concelho de Vila do Bispo, em particular, à dependência quase total do turismo, e os trabalhadores algarvios a condições precárias e insuficientes. Ao mesmo tempo, grupos económicos da hotelaria, cujos lucros batem recordes ano após ano, recorrem ao lay-off e despedem trabalhadores.”

Para o PCP, “a solução tem de passar por uma alternativa patriótica e de esquerda que proteja e valorize o trabalho e os trabalhadores e desenvolva a economia e a produção nacional.”
Nesta tribuna pública foram cumpridas as normas sanitárias e higiénicas recomendadas pela Direcção-Geral de Saúde.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos