(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Arte Doce

NPISA de Lagos foi reforçado

NPISA de Lagos foi reforçado

São agora 14 as entidades que fazem parte da rede do Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo (NPISA), o qual visa realizar um trabalho de acompanhamento e mitigação dessa problemática no concelho.

A assinatura das adendas ao protocolo do NPISA de Lagos decorreu no Auditório Paços do Concelho Séc. XXI com representantes das 14 entidades atuais. São elas a Câmara Municipal de Lagos, ARS Algarve, ULS Algarve, Cruz Vermelha Portuguesa, Guarda Nacional Republicana (GNR), Polícia de Segurança Pública (PSP), Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Instituto Fonte de Vida, Instituto de Segurança Social, Ministério Público, Santa Casa da Misericórdia de Lagos, Movimento de Apoio à Problemática da SIDA (MAPS), Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) e Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD), as duas últimas as novas adições ao protocolo.

A cerimónia contou com abertura por Sara Coelho, vereadora da autarquia, e Fátima Santos, do Instituto de Segurança Social enquanto representante do núcleo executivo do NPISA de Lagos, que destacaram o papel fundamental deste protocolo na consolidação do esforço articulado das várias entidades, cada uma com as suas especificidades e valências. Num segundo momento, foi possível assistir à apresentação do trabalho efetuado pela Delegação de Lagos da Cruz Vermelha Portuguesa, Instituto Fonte de Vida e MAPS (Projeto LEGOS/Projeto TMN), que passa pelo fornecimento de bens alimentares e de higiene pessoal, vestuário, apoio psicológico, habitação temporária, integração social e profissional, entre outros apoios.

Existindo no concelho desde 2020 e integrando a Rede Social de Lagos, o NPISA tem como objetivos contribuir para a prevenção das situações de sem-abrigo e para a melhoria das respostas existentes e definição de novas respostas; intervir junto das pessoas em situação de sem-abrigo e acompanhar o seu processo de integração (com atribuição de gestor de caso e acompanhamento na plataforma do NPISA ao nível nacional); e adotar conceitos e metodologias preconizados na Estratégia Nacional para Integração de Pessoas em Situação de Sem-abrigo (ENIPSSA). De destacar que, atualmente, o Algarve tem a maior taxa de integração de pessoas em situação de sem-abrigo ao nível nacional, resultado desta articulação entre as várias entidades parceiras na região.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos