Miguel Sousa Cintra com medida de prisão preventiva por incendiar casa de vizinhos

Miguel Sousa Cintra com medida de prisão preventiva por incendiar casa de vizinhos

Miguel Sousa Cintra saiu ontem em liberdade, após ter sido encontrado um arsenal de armas na sua casa na praia da Ingrina, em Vila do Bispo, ficando impedido de usar armas de fogo e com a obrigação de curar dependência do álcool.

Foi o seu advogado que o levou até à habitação, reforçando a ideia que Miguel precisava de fazer tratamento.

Hoje, dia 17, foi novamente detido por atear fogo à casa de um vizinho, na Ingrina, sendo-lhe atribuída pena de prisão preventiva.

De acordo com o seu advogado, a medida de prisão preventiva é mais de protecção para Miguel Cintra. Informou ainda que o tribunal não podia avançar já com internamento compulsivo sem antes ser feita uma avaliação. Posteriormente, depois de melhorar, poderá ser aplicada a pena de prisão domiciliária, não podendo ficar a residir nos concelhos de Vila do Bispo, Aljezur ou Lagos.

Neste momento, Miguel Sousa Cintra, vai ser submetido a uma perícia médica. O advogado refere que Miguel Cintra não está bem e que precisa de tratamento ao alcoolismo.

De referir que, quando Miguel Cintra ateou fogo à casa dos vizinhos, estava sob o efeito do álcool.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos