(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Arte Doce

CDS apela ao Presidente da República para dissolver o parlamento e convocar eleições antecipadas

CDS apela ao Presidente da República para dissolver o parlamento e convocar eleições antecipadas

«Este governo PS é o Governo com a maioria absoluta mais absolutamente instável da democracia em Portugal» refere Nuno Melo, Presidente do CDS-PP, em comunicado. 

«Se é certo que o ministro Pedro Nuno Santos e os secretários de Estado Hugo Mendes e Alexandra Reis se demitiram, o assunto está longe de ter terminado.

10 alterações no elenco governativo, em 9 meses de vida, mostram um governo esgotado, com problemas apenas normais em governos velhos de anos.

Desde que tomou posse em março, o primeiro-ministro vem substituindo ministros e secretários de Estado em média superior a um por mês, enquanto o governo soma casos graves, por vezes com relevância criminal e de promiscuidade institucional, à razão quinzenal.

Por muito menos, caíram outros governos em Portugal.

Um governo que é notícia pelos casos e quedas de ministros e secretários de Estado, enquanto as famílias e as empresas suportam os impostos mais altos de sempre, e Portugal vai sendo arrastado para o fundo da lista dos que menos crescem na União Europeia, deixou de servir o interesse geral.

O ciclo socialista terminou, o governo está esgotado, o país está novamente num pântano, o que põe em causa o normal funcionamento de instituições básicas do regime. Pelo que o CDS apela ao senhor Presidente da República para dissolver o parlamento e convocar eleições antecipadas, devolvendo a palavra aos portugueses para resolverem esta crise política.

Portugal precisa de outra solução, que traga confiança aos portugueses e inverta o actual momento de descrença e instabilidade.»

  • PARTILHAR   

Outros Artigos