(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Arte Doce

CCDR Algarve associa-se ao Dia Internacional da Mulher apoiando o progresso das mulheres no sector digital

CCDR Algarve associa-se ao Dia Internacional da Mulher apoiando o progresso das mulheres no sector digital

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, na sua qualidade de serviço da administração direta do Estado e de Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020 e do Programa Regional ALGARVE 2030, assume um firme compromisso com a Igualdade de Género.

Considerando que, também na área digital, persistem assimetrias entre homens e mulheres que apenas podem ser ultrapassadas com o reforço do investimento na promoção de competências digitais da população, hoje decisivas para o exercício de uma cidadania plena.

Considerando que o setor digital é, em Portugal e no Algarve, dos que maior expansão tem registado nos últimos anos, onde persistem oportunidades de emprego por preencher, mas em que também persistem disparidades na procura de qualificações.

Considerando que há ainda caminho por percorrer, mas o país dispõe de estratégia, instrumentos e vontades para enfrentar, com êxito, a transição digital, que se encontra plasmada na Iniciativa Portugal INCoDe.2030, e do Programa EuSouDigital.

O Compromisso da CCDR e da Região com a Igualdade de Género

O compromisso da CCDR com a Igualdade de Género resulta, em primeiro lugar, do disposto na Constituição da República Portuguesa (artigo 13.º) bem como na Resolução do Conselho de Ministros n.º 161/2008, de 22 de outubro que manda “Adotar medidas de promoção da transversalidade da perspetiva de género na administração central do Estado”.

Resulta também, da consciência dos desafios que, nesta matéria, as instituições, as populações, e a região terão de enfrentar nos próximos anos.

Com efeito, de acordo com o Índice de Digitalidade da Economia e da Sociedade (IDES), em 2022 Portugal progrediu uma posição no ranking dos 27 Estados-Membros da EU no que concerne o Índice de Digitalidade da Economia e da Sociedade (IDES), ocupando agora o 15.º lugar.

No que concerne o setor das TIC, a mulher portuguesa especializada no setor nas novas tecnologias aumentou para 4.7% conforme realça a estrutura da Iniciativa Nacional Competências Digitais e.2030, Portugal INCoDe.2030.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos