(Z1) 2024 - CM de Vila do Bispo - Festival do Perceve
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

Candidatos do PS reúnem com administração da Unidade de Saúde Local do Algarve

Candidatos do PS reúnem com administração da Unidade de Saúde Local do Algarve

Centenas de doentes vão deixar de deslocar-se a Lisboa para efetuar tratamentos médicos passando a dispor no início de março de um novo Serviço de Medicina Nuclear já instalado no hospital do barlavento, em Portimão.

A boa notícia, que estava pendente da autorização de importação de fontes radioativas pela Agência Portuguesa do Ambiente, foi avançada pela administração da Unidade de Saúde Local do Algarve durante uma reunião com os candidatos do Partido Socialista às próximas eleições legislativas.

“A nossa luta tem sido melhorar a qualidade e aumentar a diferenciação médica no Algarve. A entrada em funcionamento da unidade de medicina nuclear na região e o avanço da unidade de referência oncológica em Faro, para o qual temos já financiamento comunitário assegurado no Programa Operacional do Algarve, são dois bons exemplos de valorização do Serviço Nacional de Saúde”, disse Jamila Madeira para quem o objetivo é sempre que possível conseguir tratar os algarvios na região.

“A direita fala em sistemas de saúde, mas o que pretende é desviar recursos públicos para o sector privado e fazer a «triagem pela carteira» de cada português. Nós queremos saúde de qualidade para todos. Não desistimos de melhorar o Serviço Nacional de Saúde, universal e tendencionalmente gratuito, que é a maior realização coletiva do Portugal de Abril”

Nos últimos quatro anos o Governo do PS investiu com recurso a fundos comunitários cerca de 28 milhões de euros em novas tecnologias e equipamentos de vanguarda que atraíram novas equipas médicas e originaram a criação de novas respostas hospitalares, até então inexistentes, como a cirurgia vascular, a cirurgia pediátrica, a oftalmologia em ambulatório, a neurorradiologia de intervenção/AVC e, este ano ainda, a Procriação Medicamente Assistida, a que se junta o Centro de Simulação Clínica, uma resposta fundamental para a investigação e ensino da área clínica e cirúrgica, mas também para a atração de novos profissionais de saúde. Até ao verão estarão ainda contratualizados mais 9 milhões de euros através do PRR para a aquisição de robots cirúrgicos para diferentes especialidades, além da renovação de equipamentos médicos pesados na área da imagiologia e investigação clinica.

“Contratamos mais de 500 profissionais de saúde, 75 dos quais médicos. Abrirmos em Lagos, o novo Hospital das Terras do Infante, com dois blocos operatórios dedicados à oftalmologia que estão a servir para combater as listas de espera de todo o Algarve. Aumentamos o número de alunos da Faculdade de Medicina do Algarve e se a legislatura não tivesse sido novamente interrompida, este semestre estaríamos a lançar o concurso internacional para o novo Hospital Central, que já tem o novo perfil assistencial concluído, acompanhando as obras que estão em curso em toda a região na construção de novos centros de saúde e no seu reapetrechamento tecnológico totalizando mais 50 milhões de euros”, concluiu a cabeça de lista do Partido Socialista pelo Algarve no final da reunião com o conselho de administração da nova Unidade de Saúde Local do Algarve.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos