(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Auto-caravanismo é «tendência emergente em Portugal» segundo plataforma Yescapa

Auto-caravanismo é «tendência emergente em Portugal» segundo plataforma Yescapa

Em 2020, a Yescapa, plataforma de aluguer de auto-caravanas e camper vans, gerou um volume de negócios no valor de 1,96 milhões de euros, o que se reflecte num crescimento de 97% face ao período homólogo.

O ano de 2020 mostrou o crescimento da tendência do auto-caravanismo em Portugal. Segundo os dados da Yescapa Portugal, houve um elevado aumento do número de viagens em 2020, passando de 1.670 para 2.867, sobretudo entre Maio e Outubro, período em que se registaram cerca de 2.300 viagens. Junho foi, aliás, o mês com mais reservas de sempre na Yescapa Portugal. A maior parte das partidas ocorreu na zona geográfica de Lisboa e 15% das reservas são feitas por locatários que querem experimentar esta forma de viajar antes de adquirir a própria auto-caravana.

A duração média das reservas é de uma semana, um número que se manteve idêntico entre 2019 e 2020. Regista-se também uma tendência de reserva de última hora, com a marcação feita apenas uns dias antes da partida.

O perfil dos viajantes portugueses situa-se entre os 35-50 anos, com dois filhos. A maioria (64%) escolhe o auto-caravanismo para as suas viagens em família, seguindo-se férias em casal e com amigos. Os utilizadores da Yescapa Portugal escolheram maioritariamente Portugal como destino para viajar em 2020, destacando-se as zonas do Alentejo e Costa Vicentina. Houve também um aumento na procura de viagens para o interior do país e praias fluviais.

«Verificámos que a procura por segurança, distanciamento e liberdade tem levado os portugueses a escolher esta forma de viajar. Aliás, muitos experimentaram, pela primeira vez, viajar de auto-caravana», afirma Maria Liquito, Country Manager da Yescapa Portugal. «Prevemos que o verão de 2021 seja um pouco idêntico ao do ano passado, com reservas de última hora. Acreditamos que a tendência do auto-caravanismo se irá manter e que o slow tourism vai continuar a ganhar cada vez mais adeptos».

  • PARTILHAR   

Outros Artigos