(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Autárquicas 2021: PAN anuncia candidatura à União de Freguesias de Bensafrim e Barão de S. João

Autárquicas 2021: PAN anuncia candidatura à União de Freguesias de Bensafrim e Barão de S. João

O Partido PAN – Pessoas-Animais-Natureza candidata-se à União de Freguesias de Bensafrim e Barão de S. João nestas Eleições Autárquicas 2021, com Maria João Sacadura como cabeça-de-lista e Tycho Huussen em segundo lugar.

Os dois candidatos têm formação em Geologia e Ciências do Clima, bem como conhecimentos práticos sobre agricultura biológica e regenerativa e gestão do solo, mantendo contacto próximo e constante com especialistas nas áreas de gestão hídrica e florestal. Maria João e Tycho acreditam que «uma freguesia rural como [esta] tem de abraçar os seus recursos naturais e proteger a beleza do campo para um futuro próspero e saudável».

O PAN acredita que os residentes da freguesia serão os mais beneficiados por um ambiente saudável, com recursos hídricos seguros, energia limpa em pequena escala, turismo rural e florestas bem administradas e com menor risco de incêndios florestais e mais biodiversidade.

Em relação à água, o PAN reconhece a importância e o valor estratégico do aquífero Espiche-Almadena. Muitos agregados familiares no planalto entre Bensafrim e Espiche dependem deste recurso hídrico, que possui também um valor estratégico para o município.

«Consideramos irresponsável que alguns projetos agrícolas implementados recentemente estejam a extrair milhões de litros de água do aquífero por dia. Vários estudos mostraram que essa taxa de extração excede a reposição natural esperada», diz Maria João Sacadura. O aquífero está a secar, colocando em risco muitas famílias e também pequenos agricultores. Por isso, a candidata reitera: «Preconizamos a diminuição da envergadura dos projectos existentes, em particular aquele que foi implementado sem o licenciamento legalmente exigido pelas autoridades».

Também a caça por prazer não é compatível com os valores do PAN, apesar de ser uma actividade comum na freguesia. «Todos os domingos e quintas-feiras de manhã, durante uma grande parte do ano, muitos moradores acordam ao som de tiros. A poluição sonora é muito preocupante e o conhecimento de que os animais são mortos por prazer incomoda muitos», refere o PAN em missiva enviada ao nosso jornal. Neste sentido, o partido pretende «acabar gradualmente com o licenciamento de todo e qualquer tipo de caça na freguesia, começando pelas aves».

Já Tycho Huussen entende «a necessidade do controlo populacional de algumas espécies, não limitadas por predadores naturais, como os javalis, mas esse controlo deve ser feito através da captura e esterilização dos animais, dando-lhes anticoncepcionais escondido em alimentos espalhados pelos seus percursos normais, ou usando outras técnicas, sempre evitando matá-los», afirma. Ainda assim, o PAN privilegia o controlo natural da população pela restauração do ecossistema.

A problemática das florestas é outro dos temas essenciais desta candidatura, sendo que estas «têm potencial para hospedar uma grande diversidade de vida animal e vegetal», pode ler-se. «Com percursos adequados, podem também contribuir significativamente para o bem-estar das pessoas e atrair visitantes que geram receitas. Muitas das florestas actuais são monoculturas com espécies de crescimento rápido, como eucalipto e acácia, para a produção de celulose para a indústria de papel. Estas florestas hospedam muito pouca vida selvagem e representam um risco elevado de incêndios florestais destrutivos e perigosos» – afirma o PAN, que defende a redução das áreas com monoculturas e o incentivo ao crescimento de florestas naturais mais diversas com espécies endógenas.

O partido acredita ainda que o barlavento algarvio tem um grande potencial para o turismo de natureza e defende que a freguesia de Bensafrim e Barão de S. João deve apoiar o turismo rural e o turismo relacionado com esta, nomeadamente a observação de aves, caminhadas na floresta e no campo, passeios de BTT, entre outros: «A freguesia tem um potencial saudável para a construção de uma economia resiliente e sustentável, baseada na natureza e no turismo activo, além da pequena agricultura e silvicultura», defendem os candidatos, tendo por conta os valores económicos e ecológicos.

.

Sobre os candidatos

Maria João Sacadura, 57 anos, nasceu e viveu a sua infância em Moçambique, tendo vindo para Portugal muito jovem. Licenciou-se em Geologia Aplicada e Ambiental pela Universidade de Lisboa em 1996, fez mestrado em Gestão e Políticas Ambientais pela Universidade de Évora em 2006 e iniciou o seu doutoramento em Sedimentologia Ambiental na Universidade do Algarve no seguinte ano.

Viveu vários anos na cidade de Caldas da Rainha, onde leccionou em português. No ensino secundário, exerceu funções técnicas na indústria cerâmica. Em 2018 começou no seu trabalho actual, como coordenadora de projectos e professora de ensino secundário em uma escola internacional, ensinando Biologia, Geografia, Química, Ciência Marinha e Gestão Ambiental.

Em simultâneo, iniciou um projecto de agricultura de subsistência orgânica e escreveu um romance. Frequentemente participa de acções voluntárias aliadas à causa animal, em defesa do meio ambiente e em projectos na Universidade Sénior.

Tycho Huussen nasceu em Amsterdão, Holanda, em 1977. Depois de estudar Física na sua cidade natal, trabalhou por alguns anos na área dos negócios, acabando por fundando e gerir uma empresa de Tecnologia da Informação.

Em busca de uma carreira mais significativa e com uma conexão mais forte para com o meio ambiente, Tycho voltou para a Academia para obter um PhD em Oceanografia Física no Reino Unido. Depois de alguns anos a fazer pesquisas relacionadas ao clima em San Diego, Califórnia, transitou para um trabalho mais prático ligado à agricultura orgânica e vida ecológica.

Acabou por encontrar o Barlavento Algarvio em 2014, onde descobriu a paixão por ensinar, neste caso Matemática, Física e Conscientização Ambiental a adolescentes numa escola internacional.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos