(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

ANAM evoca Óscar Lopes, autor e autarca defensor da Liberdade

ANAM evoca Óscar Lopes, autor e autarca defensor da Liberdade

No âmbito das comemorações do 50º aniversário do 25 de abri

A Associação Nacional de Assembleias Municipais (ANAM) junta-se às comemorações do 50º aniversário do 25 de abril revisitando a figura e a obra do Óscar Lopes, figura maior das letras em Portugal que também desempenhou as funções de autarca. Através de uma parceria com a Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, que se estende à Porto Editora, estão a ser enviadas a todas as Assembleias Municipais associadas a obra “História da Literatura Portuguesa”, de autoria de Óscar Lopes e António José Saraiva.

Serão ainda promovidos colóquios e conferências em vários concelhos do país, em diálogo com escritores e outros artistas nascidos nesses concelhos e que, de alguma forma, cruzaram a vida e a obra do homenageado.

“A homenagem a Óscar Lopes é uma forma da ANAM louvar a Democracia através da obra e vida de um homem que dedicou a sua vida às letras, à cultura e à causa pública. Nos tempos desafiantes que vivemos, o legado do 25 de abril deve ser revisitado todas as vezes que forem necessárias para nos lembrarmos que a Liberdade é um bem precioso que deve ser valorizado e preservado por todos”, enquadra Albino Almeida, presidente da ANAM.

Sobre Óscar Lopes

Óscar Luso de Freitas Lopes nasceu em Leça da Palmeira, Matosinhos, em 1917, numa família de músicos. Licenciado em Filologia Clássica, foi professor, escritor, ensaísta, crítico literário, dinamizador cultural, político.

Homem de múltiplos saberes e outros tantos interesses, Óscar Lopes deixou uma marca impressiva nos que com ele privaram, sendo uma das personalidades mais singulares do século XX. Leitor compulsivo, trabalhador incansável, Óscar Lopes deixou-nos uma obra monumental e o exemplo de cidadão digno, de que todos nos orgulhamos.

Viveu o 25 de Abril intensamente. Coube-lhe, juntamente com Virgínia Moura, libertar os últimos presos da PIDE, na Rua do Heroísmo.

A par das conferências que vão acontecer em diversos concelhos, será feita uma exposição de livros censurados e a edição de duas publicações: O essencial sobre Óscar Lopes, uma breve biografia apresentando, de forma simples, porém rigorosa, o essencial da vida e da obra desta figura que marcou o século XX e as cartas da prisão de Óscar para Maria Helena, a sua mulher.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos