(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

“Algarve Tour”: Visita do Deputado do CHEGA Pedro Pinto aos concelhos de Alcoutim - Castro Marim e Vila Real de Santo António

“Algarve Tour”: Visita do Deputado do CHEGA Pedro Pinto aos concelhos de Alcoutim - Castro Marim e Vila Real de Santo António

O Deputado Pedro Pinto esteve no Algarve, para dar continuidade à Iniciativa “Algarve Tour”, que consiste em visitar todos os Concelhos do Algarve durante o ano de 2023.

Esta iniciativa, desta vez ocorreu nos Concelhos de Alcoutim (tantas vezes esquecido), Castro Marim e Vila Real de Santo António.

O deputado e líder parlamentar do Partido CHEGA foi acompanhado pelo Presidente da Distrital, João Paulo Graça, pela Vice-Presidente Sandra Castro e pelos adjuntos Ricardo Moreira, Manuela Cardoso e Anaisa Gonçalves, e também pelos Coordenadores Concelhios de Alcoutim, Cristina Gonçalves, de Castro Marim, Jorge Pinto e pelo de Vila Real de Santo António, Emanuel Alexandre.

Além do contacto com a população nos diferentes Concelhos, foram realizadas visitas ao Quartel de Bombeiros de Alcoutim, apresentados cumprimentos aos militares da GNR desse Concelho, visita à Unidade de Saúde Familiar de Castro Marim e cumprimentos à GNR, visita ao Quartel de Bombeiros de Vila Real de Santo António, à nova esquadra da PSP em Vila Real, há pouquíssimo tempo inaugurada. Em todas estas visitas a comitiva tentou perceber o que mais preocupa a população e quais os principais problemas destas Instituições.

O dia terminou com uma Reunião e um Jantar Convívio em Vila Real de Santo António para militantes e simpatizantes do Partido CHEGA.

Relativamente a Alcoutim, um dos principais problemas é a desertificação, falta de ensino secundário, falta de transportes públicos e também falta de recursos humanos. No Quartel de Bombeiros de Alcoutim a recepção foi feita pelo Comandante José Ribeiros, em que foi percebido que para além dos problemas comuns do dia a dia das Corporações, que a falta e captação de recursos humanos é uma das grandes preocupações. Precisam também de ampliar o Quartel para melhor conseguirem desempenhar as suas funções.

Em Castro Marim, ficou a percepção que dada a proximidade a Vila Real de Santo António, que muitas famílias escolhem viver na cidade. Na visita feita à Unidade de Saúde Familiar de Castro Marim, com a Dra. Salou, Directora da U.S.F., e com o Enfermeiro Chefe e uma outra Enfermeira ficou a saber-se que têm 4 Médicos e 5 Enfermeiros, e que neste momento a falta dum Médico ( em Altura ) tem causado algum transtorno, mas que têm tentado solucionar. O interior da U.S.F. foi pintado pelos profissionais que lá trabalham, mas o principal problema são as infiltrações em dias de chuva e constatamos que o edifício requer de manutenção.

Nos três concelhos houve a oportunidade de cumprimentar os militares que se encontravam de serviço, ficando para outra altura uma visita a estas Forças de Autoridade, no entanto conseguiram perceber que nos Postos de Castro Marim e de Vila Real de Santo António existem problemas de instalações.

Em Vila Real de Santo António, conversaram e conheceram as Instalações do Quartel dos Bombeiros Voluntários, na presença do Comandante Miguel Silva e do Presidente da Associação. As dificuldades prendem-se também com a falta de incentivos, nem sequer têm direito a um subsídio de risco (medida essa já proposta pelo Partido CHEGA).

Foi deixada uma questão no ar: Se a função dos bombeiros é igual à dos sapadores, porquê que estes têm a reforma aos 65 anos e os bombeiros, que são voluntários, só têm aos 66 anos e 4 meses? Ficamos a saber que os Bombeiros de Vila Real servem também Castro Marim.

Tivemos conhecimento que estão com dificuldades em pagar os salários deste mês, que não é fácil recrutar novos elementos dado a falta de incentivos. Do PRR apenas 4 viaturas foram adquiridas para o Algarve. O financiamento é maioritariamente suportado pelos Municípios, e não pelo Estado, como seria o esperado.

A comitiva do CHEGA foi conhecer a recente Esquadra da PSP de Vila Real de Santo António, em que foi recebida pelo Comandante, verificando-se que as novas Instalações oferecem boas condições, no entanto sentem a falta duma sala de detenção, porque quando existem situações de detidos, têm que ser levados para Tavira, o que em termos operacionais dificulta. E que só têm uma viatura descaracterizada, que não é suficiente, pelo menos duas seriam necessárias. Mas neste momento estão bem localizados, mas seria bom haver mais gente a concorrer à PSP.

O CHEGA agradece a todos os que receberam a sua comitiva e fica a promessa que levará todos estes e restantes assuntos a discussão no lugar apropriado.

A todos, muito obrigada.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos