(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2023 - Formações Profissionais

2021: 231 milhões de euros de fundos europeus apoiam projectos alinhados com a estratégia de especialização inteligente do Algarve

2021: 231 milhões de euros de fundos europeus apoiam projectos alinhados com a estratégia de especialização inteligente do Algarve

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) da Região do Algarve dedica o boletim Algarve em destaque à monitorização da Estratégia Regional de Investigação e Inovação para a Especialização Inteligente (RIS3 Algarve) com o objectivo de divulgar os principais resultados da sua implementação no âmbito do Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020, bem como através de outros programas de financiamento.

Até 31 de Dezembro de 2021, os 10 programas analisados representam um total de fundos aprovado de 231 milhões de euros (M€) e totalizaram 3758 projectos aprovados, mobilizando distintas fontes de financiamento para a concretização da implementação da RIS3 Algarve. Desses projetos cerca de 59 % (2234 projectos) encontram-se, nos seus objetivos, devidamente alinhados com os domínios da RIS3 Algarve.

Por comparação com 2020, verificou-se um aumento de 15 % no número total de projetos alinhados com a RIS3 Algarve.

Em particular nos projectos do Programa Regional do Algarve, alinhados com a RIS3 Algarve, registou-se uma redução no número de projetos do Eixo 2 - Empresas e um reforço de 4 pontos percentuais (pp)o Eixo 1- I&D. Contudo no fundo aprovado verificou-se uma redução de 10 pp no Eixo 2 e um aumento de 10 pp Eixo 1 - representando agora quase um terço do fundo total aprovado.

O investimento em I&D por parte das empresas mais do que triplicou, considerando a evolução entre 2014 e 2020.

artigo_fotos.png

Algarve. Despesa em I&D por setor de execução

Fonte: IPCTN, DGEEC

Neste período, a despesa acumulada totalizou 49.539 milhares de euros. O crescimento relativo foi bastante superior aos dos restantes setores, originando uma assinalável subida da representatividade do sector, de 13,3% para 32,3%, face ao total da despesa de I&D executada na região.

Ainda nos projetos do Programa Regional do Algarve, ao nível da distribuição por domínio RIS3, o Turismo continua com o maior peso relativo (51 %), assumindo o Agroalimentar o segundo setor com 15 %. Já quanto ao número de projetos, o Turismo regista uma diminuição de 2 pp passando a representar 37 % do total, seguido pelo setor do Mar que subiu 4 pp, passando a representar 17 % do total.

A CCDR Algarve acompanha a execução dos programas POCTEP, Interreg EA, EUROPE, URBACT, Interreg MED, SUDOE, Horizonte 2020, Programa de Desenvolvimento Rural 2020, MAR 2020 e Programa Regional do Algarve, preponderando os apoios concedidos pelos três últimos.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos