(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Saudação ao 1.º de Maio – Dia do Trabalhador

Saudação ao 1.º de Maio – Dia do Trabalhador

A Assembleia Municipal de Lagos na sua Sessão Ordinária de abril/2019, realizada no dia 29 de abril, aprovou, por unanimidade, uma Saudação referente ao 1.º de Maio – Dia do Trabalhador.

“No dia 1 de Maio de 1886, cerca de meio milhão de trabalhadores da cidade norte-americana de Chicago vieram manifestar-se e exigir melhores condições de trabalho, das quais, a redução do horário de trabalho de treze para oito horas. Os conflitos decorreram durante vários dias, com a ocorrência de feridos e mortos. Em consequência das reivindicações e em memória daqueles que tombaram, o Congresso Operário Internacional (Segunda Internacional Socialista), reunido em Paris a 20 de junho de 1889, criou o Dia Internacional dos Trabalhadores, que seria comemorado em 1º de Maio de cada ano. Em 1890, os trabalhadores norte-americanos conseguiram a redução da jornada de trabalho para oito horas diárias.

A partir deste marco, não mais se deixou de invocar o exemplo do 1.º de Maio para se alcançar melhorias no mundo do trabalho, mas não se ficou só por aí. Este exemplo impeliu a que outras reivindicações, ao longo do percurso da histórica, se focassem na resolução dos problemas que tais como, mais justiça social, mais justiça distributiva, mais igualdade de oportunidades, mais humanismo, mais fraternidade, mais e melhor democracia, mais atenção e apoio aos que sofrem ou estão oprimidos, mais respeito pelo ambiente, desenvolvimento sustentado, mais e melhor saúde, mais e melhor educação, mais e melhor acesso aos bens culturais, mais solidariedade internacional. 

O impacto do 1.º de Maio, data coincidente com as antiquíssimas festividades da primavera dos povos mediterrânicos, em que o povo algarvio ia conviver para o campo, feriado no concelho de Lagos desde tempos imemoriais, foi também influenciado pelos ventos do Dia do Trabalhador, de tal forma que o estado novo fez substituir essas festas por datas alternativas nos concelhos afectados, temendo que as lutas e reivindicações populares tivessem ocasião para se manifestar.

Finalmente, no dia 1.º de Maio de 1974, se festejou o Dia do Trabalhador em Liberdade e se consagrou essa data como feriado nacional.

Neste sentido, a Assembleia Municipal de Lagos, reunida a 29 de abril de 2019, delibera:

Saudar todos os trabalhadores do mundo, que, ainda nesta data, necessitam de reivindicar, exigir e lutar, pela melhoria do seu presente e pelo direito ao seu futuro.”

  • PARTILHAR   

Outros Artigos