(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

"Quando é que devemos recorrer à cirurgia não invasiva nos pés?"

"Quando é que devemos recorrer à cirurgia não invasiva nos pés?"

Artigo de Opinião de Fátima Carvalho, podologista responsável pelo Centro Clínico do Pé – Dra. Fátima Carvalho.

Os pés são os alicerces da nossa vida e precisam da nossa atenção, pois são diariamente expostos a um grande desgaste e tensão. Além disso, muitas vezes a ausência de cuidado, o uso de calçado não adequado e a adoção de uma postura incorreta torna os pés mais propensos a fungos, bactérias, unhas encravadas, entre outros problemas que dificilmente conseguimos resolver sozinhos, tendo de recorrer a um podologista.

Problemas como as exostoses e dedos em garra das quais resultam os calos, muito dolorosos, que se torna de difícil resolução em casa, sendo necessária muitas das vezes recorrer a cirurgia.

A exostose subungueal é também um dos problemas que é tratado com cirurgia minimamente invasiva. Trata-se de um tumor ósseo benigno, que tem como localização preferencial o primeiro dedo do pé, sendo o diagnóstico confirmado por radiografia, demonstrando-se o crescimento ósseo anormal. Estes são apenas alguns dos problemas que podem ser solucionados com cirurgia minimamente invasiva.

Habitualmente, a podologia opta por procurar sempre uma solução não invasiva para este tipo de problemas, mas muitas vezes acaba por ser necessária a intervenção cirúrgica. Ainda assim, essa cirurgia costuma ser bastante simples. Estas cirurgias podem ser realizadas nas seguintes partes do pé:

  • Cirurgia dos dedos;
  • Cirurgia de joanetes;
  • Cirurgia de esporão;
  • Cirurgia de partes moles.

São muito pouco invasivas e contam com incisões muito pequenas. A anestesia é aplicada diretamente na zona a tratar, neste caso no pé, o que acaba por diminuir os efeitos secundários relativamente à utilização de medicamentos anestésicos.

No entanto, é importante que se mantenham os cuidados diários dos pés, tendo atenção aos seus sinais e, em caso de suspeita de algum problema, consulte um podologista/podiatra especialista em cirurgia.

  • PARTILHAR   

Outras Opiniões

: