(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

A sua visão não tira férias de verão

A sua visão não tira férias de verão

Artigo de Opinião de Raúl de Sousa, Presidente da Associação de Profissionais Licenciados de Optometria – Entidade de Utilidade Pública 

Com o verão, chega o período de férias para grande parte da população. No entanto, surgem também um conjunto de desafios para a saúde de todos, onde os cuidados com a saúde da visão não devem ser esquecidos. Nos dias com temperaturas mais elevadas é habitual a preocupação com a proteção à radiação ultravioleta (UV) na pele, mas muitas das vezes fica esquecida a proteção com a visão.

Quando falamos de exposição solar, moderação é a palavra que melhor se adequa. Se vai estar no exterior, tenha em conta que a radiação UV apresenta muitos benefícios associados à produção de vitamina D, uma substância que estimula o bem-estar da pele e o sistema cardiovascular. Porém, se privilegiar uma exposição prolongada, sem qualquer tipo de proteção, estará a aumentar a probabilidade de desenvolver lesões nas estruturas oculares, nomeadamente na córnea, no cristalino, nas pálpebras e/ou retina.

Ao aproveitar os dias de calor, leve consigo os seus óculos de sol. Mais do que um objeto puramente estético, os seus óculos de sol são considerados equipamento de proteção individual (EPI), que devem apresentar a marca CE e a categoria de transmissão luminosa de um a quatro. Estes EPI devem obedecer a várias normas de qualidade ISO com parâmetros de avaliação de desempenho com elevado detalhe técnico e muito específicas. É importante saber que uma lente escura sem proteção UV provoca dilatação da pupila, e consequentemente a entrada de uma maior quantidade de radiação UV no olho, podendo causar danos significativos à visão. No que diz respeito à armação, esta deve ser grande e bem ajustada ao rosto, de modo a proteger os anexos oculares e a evitar a entrada de radiação UV pelas laterais dos óculos.

Para se certificar que opta pela melhor escolha para a saúde da sua visão e dos seus olhos, aconselhe-se com o seu especialista da visão, o optometrista, sobre quais as especificações técnicas e parâmetros de adaptação devem cumprir os seus óculos de sol. Melhor do que ninguém o optometrista ajudará a garantir de que a lista de requisitos está a ser devidamente cumprida, protegendo a sua visão e os seus olhos do risco. Se utilizar lentes de contacto, aconselha-se a utilização de lentes com filtro UV, que junto com os óculos de sol potenciam uma proteção adicional.

Pode ainda utilizar chapéu, de preferência com abas largas, que bloqueiem a emissão direta da radiação UV, assim como utilizar protetor solar adequada para a zona peri-ocular. No entanto, é importante que este tipo de proteção não protege da radiação UV indireta ou em momento em que o sol se encontra mais próximo do horizonte. Não se esqueça de evitar a exposição solar nos períodos de maior radiação, ou seja, entre as 11 e as 17 horas, e mantenha-se sempre que possível na sombra, sem retirar os óculos de sol, pois em locais como a praia, a água e a areia refletem a radiação UV.

Ao adotar estes cuidados, garantirá um verão mais seguro para a saúde da sua visão. Contudo, recorde-se que existe radiação UV todo o ano e estas medidas devem ser adotadas durante as quatro estações do ano, pois a exposição recorrente ao longo de vários anos está associada ao aparecimento de condições como as cataratas e a degeneração macular.

  • PARTILHAR   

Outras Opiniões

: