(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

Alunos da Escola Secundária de Júlio Dantas, em Lagos, distinguidos com trabalho sobre campos eletromagnéticos e a saúde

Alunos da Escola Secundária de Júlio Dantas, em Lagos, distinguidos com trabalho sobre campos eletromagnéticos e a saúde

No próximo dia 5 de Novembro irá decorrer na sala D0.8, da Escola Secundária Júlio Dantas, Lagos, a entrega de prémios Medea 9.

Uma equipa de alunos da Escola Secundária de Júlio Dantas, em Lagos, foi a grande vencedora da nona edição do MEDEA, uma iniciativa da REN e da Sociedade Portuguesa de Física (SPF), destinada a promover o conhecimento da Física junto dos jovens portugueses e da sociedade em geral.

Com a coordenação da professora Octávia Santos, os alunos Dinis Melo, Ivan Cojocaru, Vasco Godinho, Ricardo Ramos e João Correia do curso de Ciências e Tecnologias, pertencentes ao Agrupamento de Escolas de Júlio Dantas, tiveram oportunidade de apresentar o seu projecto perante uma plateia de colegas e professores.

A equipa denominada de“ Júlios 9” realizou um trabalho científico, com o objectivo de identificar e medir os campos eletromagnéticos de baixa frequência que nos rodeiam e constataram que vivemos rodeados de campos eletromagnéticos no dia a dia: em casa com os nossos aparelhos domésticos, em instalações eléctricas ou na proximidade de equipamento de transporte de energia eléctrica. Segundo o site desta equipa de alunos (https://julios9.webnode.pt/), o trabalho permitiu concluir que os campos magnéticos mais elevados que mediram foram dentro de edifícios, com equipamentos de curta utilização: “os valores 40 µT para o secador de cabelo e 20 µT para o aspirador móvel e na escola 72 µT para a placa de aquecimento e 63 µT para o retroprojector. Note-se que estes equipamentos não são utilizados por longos períodos de tempo”. 

A equipa da escola algarvia foi ainda distinguida durante 21ª Conferência Nacional de Física e o 28º Encontro Ibérico para o Ensino da Física, que se realizou no dia 1 de Setembro de 2018, na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior, na Covilhã. 

Na nona edição do MEDEA, foram ainda atribuídas duas menções honrosas a duas equipas de alunos da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Famalicão. 

A 10ª edição do MEDEA abre inscrições durante o mês de Outubro. O prazo de inscrições decorre até ao dia 24 de Janeiro. Os alunos podem inscrever-se em http://medea.spf.pt/inscricao/. Este ano as medições são precedidas por um curso preparatório: feX_Mag3D (https://courses.mooc.tecnico.ulisboa.pt/), ministrado pelo Coordenador do MEDEA – Prof. Doutor Horácio Fernandes, que pretende uma melhor preparação dos alunos para as medições dos campos eletromagnéticos.

Sobre o MEDEA:

Instituído em 2008, o MEDEA é dirigido aos alunos do 10º ao 12º ano dos ensinos secundário e profissional. Permite a aplicação prática da formação ministrada nas instituições de ensino, aliando o conhecimento científico à vida quotidiana dos alunos através de experiências realizadas pelos próprios, dentro e fora das salas de aula.

Os participantes elaboram um projecto científico baseado em medições de campos eléctricos e magnéticos de muito baixa frequência, 0-300 Hz, no meio ambiente, em particular, na sua escola, em casa e na vizinhança de linhas de transporte de energia eléctrica; e a procurar informação cientificamente credível sobre os eventuais efeitos destes campos na saúde humana. As escolas participantes recebem um medidor de campo eléctrico e magnético que utilizam no decorrer do projecto. Cada equipa cria então uma página internet dedicada em exclusivo ao MEDEA, na qual apresenta todos os resultados obtidos, pesquisas efectuadas e outras informações relevantes ao projecto. As equipas com os melhores trabalhos serão premiadas.

Sobre a REN:
A REN – Redes Energéticas Nacionais actua em duas grandes áreas de negócio: o transporte de electricidade em muito alta tensão e a gestão técnica global do Sistema Eléctrico; o transporte de gás natural em alta pressão e a gestão técnica global do Sistema de Gás Natural, garantindo a recepção, armazenamento e regaseificação de GNL, bem como o armazenamento subterrâneo de gás natural.
A REN está também presente no negócio das telecomunicações, através da RENTELECOM, que inclui serviços diversificados, passando pelas infraestruturas, serviços geridos ou consultoria.
Satisfazendo todos os critérios de qualidade e segurança que se lhe exige, a REN quer ser um dos mais eficientes operadores europeus de sistema de transporte de electricidade e gás natural e, assim, construir valor para os seus accionistas.
Para mais informações consulte o nosso website em: www.ren.pt

  • PARTILHAR   

Outros Artigos