(Z1) 2022 - Água - Poupe Hoje Para Não Faltar No Verão
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Escola Ciência Viva do Pavilhão do Conhecimento alargada ao Pré-Escolar

Escola Ciência Viva do Pavilhão do Conhecimento alargada ao Pré-Escolar

De pequenino se torce o pepino e agora é a vez da Escola Ciência Viva do Pavilhão do Conhecimento abrir as suas portas ao ensino pré-escolar, permitindo que durante uma semana as crianças na faixa etária entre os 3 e os 6 anos tenham as suas aprendizagens neste centro interactivo de ciência e tecnologia. Até ao final do ano lectivo irão passar por este espaço 300 crianças de quatro Jardins de Infância do Agrupamento de Escolas de Benfica, acompanhadas por 14 educadoras. É preciso começar cada vez mais cedo para que não seja tarde demais.

Lançada em 2010, a Escola Ciência Viva do Pavilhão do Conhecimento foi a primeira escola do 1.º ciclo a funcionar num centro de ciência em toda a Europa. E assim continuamos, são já 12 anos a receber, todas as semanas, duas turmas de agrupamentos de escolas de Lisboa oferecendo aulas num ambiente dinâmico e vivo e tirando o máximo partido dos seus recursos. Na Escola Ciência Viva o espaço do recreio pode ser uma exposição, a aula de ciências pode acontecer na Cozinha (que também é um Laboratório) e os alunos podem ter um astronauta na sala de aula ou, até quem sabe, conhecer um Prémio Nobel ao vivo e a cores. Todas estas experiências, vividas num contexto de ensino experimental das ciências, potenciam nos alunos que passam pelos bancos da Escola Ciência Viva o prazer de aprender, experimentar e descobrir o mundo que os rodeia e o porquê das coisas.

Desde a sua fundação, já frequentaram a Escola Ciência Viva do Pavilhão do Conhecimento cerca de 12 000 alunos acompanhados de 325 professores, oriundos de 83 escolas básicas de 28 agrupamentos de Lisboa. O projecto conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, através do seu Departamento de Educação e Juventude. A proximidade à comunidade científica foi conseguida com a participação de 200 investigadores de várias áreas do conhecimento e de cerca de 40 visitas aos locais de trabalho dos cientistas.

O balanço dos que já passaram por esta experiência científica é mais do que positivo. Eis alguns testemunhos: “Aqui o tempo é de ouro”; “Fomos a uma sala onde conhecemos um cientista que não tinha óculos”; “Eu achei que a Escola Ciência Viva foi espetacular e está ao mais alto nível do universo inteiro”; “E aprendemos sobre os animais e sobre os olhos e sobre os neurónios!”.

A Rede de Escolas Ciência Viva conta actualmente com nove escolas-museu ancoradas nos Centros Ciência Viva de Bragança, Coimbra, Proença-a-Nova, Aveiro, Alviela, Estremoz, Lagos e no Pavilhão do Conhecimento. Integram também esta Rede o Instituto de Educação e Cidadania, na Mamarrosa, o Centro Integrado de Educação em Ciências, em Vila Nova da Barquinha, e o Parque Biológico de Gaia.

Com o apoio do “Programa Impulso Jovens STEAM”, do Plano de Recuperação e Resiliência, a Rede será expandida até 20 Escolas Ciência Viva em 2025.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos