(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Alunos que permanecem no estrangeiro vão já iniciar aulas na escola de hotelaria e turismo do Algarve

Alunos que permanecem no estrangeiro vão já iniciar aulas na escola de hotelaria e turismo do Algarve

É a primeira vez que dezenas de alunos estrangeiros que se candidataram à rede de escolas do Turismo de Portugal vão poder iniciar as aulas mesmo sem estarem em Portugal. 

Através do novo Programa Internacional de Hotelaria e Turismo estes alunos, oriundos de países de língua portuguesa, vão começar as aulas em formato online até que os processos de entrada em Portugal estejam concluídos.

São 15 os alunos que aguardam ansiosamente a vinda para Portugal e o início das aulas presenciais na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve. Neste momento encontram-se em Cabo-Verde, Angola, Guiné Bissau e Brasil, os seus países de origem e onde aguardam a conclusão do processo de emissão de visto.

Pela primeira vez estes alunos vão poder dar início à sua formação, mesmo encontrando-se a milhares de quilómetros de distância. Através do novo Programa Internacional de Hotelaria e Turismo criado pelo Turismo de Portugal, os 80 alunos admitidos nas 12 escolas da rede e que se encontram nestas circunstâncias, vão ter já aula inaugural no dia 2 de novembro.

Para já serão ministrados 7 módulos comuns a todos os cursos, mas no total estão previstos a realização de 16 módulos. A formação é certificada e permite a estes alunos não ficarem prejudicados com a sua chegada tardia a Portugal. No entanto, janeiro de 2021 é o prazo limite estabelecido para que estes formandos tenham os seus vistos válidos e façam a viagem para o nosso país.

Os 15 alunos admitidos e matriculados na Escola do Algarve vão ser integrados em 3 das 19 turmas que arrancaram neste ano lectivo. A procura pelos cursos ministrados não diminuiu este ano, apesar da pandemia. O prestígio da escola e o forte desenvolvimento turístico da região contribuíram para o elevado número de alunos que se inscreveram nas 3 fases de candidatura.

Segundo Paula Vicente, Directora da Escola do Algarve «o interesse e a inscrição de vários alunos estrangeiros na rede escolar do Turismo de Portugal neste ano letivo foi fruto da aposta de internacionalização das nossas Escolas e, por esse motivo, é de toda a justiça que se desenvolva uma solução formativa à medida das atuais circunstâncias e a formação online é o modelo que nos aproxima destes alunos e lhes dará a oportunidade de estudar hotelaria, restauração e turismo, mesmo à distância».

Desde o início de outubro que os 315 alunos da Escola do Algarve estão a ter aulas presenciais e online, alternadamente, de forma a garantir a máxima segurança.

A nova estratégia educativa permite continuar a apostar na formação prática, fundamental nos cursos de Cozinha, Pastelaria e Restauração e Bebidas mas garantindo que se encontram na escola, em simultâneo, apenas metade das turmas.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos