(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

Maior campeonato do mundo de vela adaptada realiza-se em Portugal pela primeira vez

Maior campeonato do mundo de vela adaptada realiza-se em Portugal pela primeira vez

Portimão recebe a maior participação de sempre num mundial desta modalidade

O Hansa Worlds Portimão Championship, que se realiza entre 14 e 21 de outubro, é a prova de que o mar e o vento são para todos, independentemente da sua condição física.

Entre 14 e 21 de outubro as águas de Portimão servem de cenário à maior competição de vela adaptada alguma vez realizada a nível mundial.

Cerca de 230 velejadores de 18 países competem pelo título de campeão do mundo em classes diferentes, de acordo com o seu nível de deficiência/condicionamento.

A organização deste evento único, verdadeiramente inclusivo, é do Iate Clube Marina de Portimão e da Vela Solidária, projeto que faz parte da Associação Teia D’Impulsos. Um desafio enorme, que envolve centena e meia de pessoas e que tem como grande objetivo proporcionar uma experiência desportiva, social e cultural única e inesquecível aos velejadores, equipas técnicas e acompanhantes.

«O Hansa Worlds Portimão Championship será o maior evento de vela adaptada alguma vez realizado a nível mundial assumindo um papel fulcral no que à inclusão diz respeito. O desafio abrange todas as áreas da sociedade passando pela mobilidade, inclusão social e impacto económico e cultural. Trata-se de uma organização complexa com 11 áreas de gestão e na qual estarão envolvidas mais de 400 pessoas diariamente», refere Luís Brito, diretor do evento.

Já em 2019 a mesma organização foi responsável pela realização, também em Portimão, do Campeonato da Europa de Vela Adaptada. Neste mundial de 2023 o número de participantes praticamente duplicou, dividindo-se pelas 5 classes Hansa.

A Classe Hansa caracteriza-se por ter embarcações que são quase impossíveis de virar, com um centro de gravidade baixo e um patilhão lastrado. É possível adicionar comandos elétricos (servo) que auxiliam no comando do leme e das velas para quem tem deficiência motora.

Portugal tem já um currículo de destaque em Vela Adaptada. Este ano, a dupla Guilherme Ribeiro e Pedro Câncio Reis (da Vela Solidária) sagrou-se vice-campeã do mundo da classe adaptada RS Venture Connect, que se realizou em Haia, nos Países Baixos. Esta equipa portuguesa estreou-se em competições mundiais em 2022, ano em que subiu ao 3º lugar do pódio no Campeonato do Mundo de Vela Adaptada em Omã.

Durante 8 dias o horizonte de Portimão será inundado de velas, num evento que transcende muito o plano desportivo. Cada velejador traz consigo uma história inspiradora de luta e superação, como por exemplo Mary Duffy, que apesar de não ter braços faz questão de vir da Irlanda, seu país natal, a conduzir o seu carro. Igualmente marcante será a participação da holandesa Wilma Den Broek, que veleja a sua embarcação através de sopro – não tem braços nem pernas.

No mundial de Portimão está assegurada a presença de grandes nomes da Vela Adaptada como é o caso do polaco Piotr Cichocki, que já participou nos Jogos Olímpicos e foi campeão mundial.

A cerimónia de abertura do Hansa Worlds Portimão Championship 2023 acontece sábado, dia 15 de outubro, a partir das 18h30 e irá encher o largo da Câmara Municipal de Portimão de velejadores vindos dos mares de todo o mundo.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos