(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

CAMPEONATO DA EUROPA DA CLASSE MOTH EM LAGOS


FRANCESCO BRUNI CAMPEÃO DA EUROPA

O italiano Francesco Bruni sagrou-se Campeão da Europa da Classe Moth, em prova que hoje terminou em Lagos. Francisco Andrade foi o português mais bem classificado, alcançando um excelente 4º lugar. O evento foi organizado pelo Clube de Vela de Lagos.

A frota do Europeu de Moth despediu-se de Lagos com 4 regatas cumpridas. Numa semana completamente atípica apenas foi possível competir no primeiro dia. Francesco Bruni foi o grande vencedor. Os britânicos David Hivey e Ross Harvey completaram o pódio. Eddie Bridle, da Grã-Bretanha. foi o primeiro júnior e a alemã Franziska Mage triunfou no sector feminino.

O italiano Bruni estava satisfeito com a vitória e elogiou a organização: "Estou feliz com o título, não tanto com o facto de só termos feito 4 regatas, mas as regras são regras e aquele foi o meu dia. A organização esteve sempre à altura mesmo numa semana azarada e sem regatas. Sugiro a todos que venham até Lagos. As pessoas, o clube e a cidade são fantásticos", afirma.

A germânica Franziska Mage venceu nas senhoras: "Estou muito feliz. Tivemos um dia espectacular de regatas com condições perfeitas. O importante nem é a vitória, é estar com os amigos, velejar e este europeu foi muito bom. Estou ansiosa por regressar", refere.

Francisco Andrade foi o melhor português terminando no 4º lugar: "Fiz um bom trabalho. A escolha do material foi espectacular. Acabar em quarto é um objectivo cumprido e estou feliz. Lagos é, sem dúvida, uma das capitais para fazer regatas em 'foil'. É um sítio espectacular, com mar chão e vento forte, tudo do melhor. A organização tentou ao máximo e fez tudo o que podia, mas este é um desporto em que dependemos de mar e de vento e o rei Poseidon não esteve do nosso lado. Foi uma semana atípica em Lagos. Acho que saem todos tristes por não terem velejado, mais mas felizes por conhecerem este local fantástico", sublinha

De realçar toda a dinâmica de preocupação com a natureza e ecologia no decorrer de todo o evento com várias iniciativas que revelam em pleno essa forma de estar e ser.

Na sua mensagem final, Martinho Fortunato, Comodoro do Clube de Vela de Lagos agradeceu a todos os elementos da organização e desejou que os velejadores, apesar do azar com as condições, queiram regressar a Lagos. 

  • PARTILHAR   

Outros Artigos