(Z1) 2024 - CM de Vila do Bispo - Festival do Perceve
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

As equipas formadas por Pérez-Herrero e Felipe-Baena vencem a etapa rainha e lideram o Algarve Bike Challenge

As equipas formadas por Pérez-Herrero e Felipe-Baena vencem a etapa rainha e lideram o Algarve Bike Challenge

O segundo dia do Algarve Bike Challenge, a etapa rainha, com um percurso de 85 quilómetros e 2000 metros de desnível acumulado, não desiludiu as centenas de adeptos do BTT que hoje se concentram nos arredores de Tavira, no concelho português. Algarve.

Os equipas espanhóis formados por Nacho Pérez e Francisco Herrero (Flyz Orquin Racing Team) nos homens, e Carmen Baena e María Isabel Felipe (Conway CD Trujillo) nas mulheres prevaleceram sobre os restantes rivais numa emocionante etapa rainha onde houve de tudo: bom tempo, chuva, vento mas bom em geral. Ambas as equipes agora lideram a classificação geral do evento, restando a última etapa.

PÉREZ E HERRERO VENCEM O SPRINT CONTRA RAMOS E MOTA NA ETAPA QUEEN E VESTEM-SE DE LÍDERES

A segunda etapa começou com muitas equipes separadas por pouco tempo após o prólogo do dia anterior, portanto qualquer uma das duplas que dominassem a modalidade maratona de MTB poderia estar brigando pela vitória e quase certamente pela camisa amarela do líder. Houve o castelhano-leonês Juan Ignacio “Nacho” Pérez Fran Herrero, da Flyz Orquin Racing Team, que alcançou a vitória no sprint à frente dos portugueses Filipe Ramos e Guilherme Mota (Guilhabreu MTB), equipa com a qual conseguiram chegar a linha de chegada com um tempo de pouco mais de 3 horas e 27 minutos. Os até então líderes, Andrew Henriques e Filipe Francisco (Cdasj/Cyclin Team/Municipo De
Albufeira) chegaram na quarta posição praticamente ao mesmo tempo que Jesús del Nero e Raúl Bermúdez (Vas Cycling Boutique), terceiros na meta, 31 segundos atrás dos vencedores. Na quinta posição, com quase 4 minutos de diferença, estariam os extremaduranos González e Ríos (Extremadura-Ecopilas).

Um início rápido com as equipes dos favoritos liderando a corrida foi interrompido quando os líderes tiveram que decolar para reparar uma avaria. O aumento de velocidade produzido na frente fez com que as equipes Flyz Orquin e Guilhabreu permanecessem na frente da prova, enquanto se reorganizavam por trás. Finalmente não conseguiram alcançar os novos líderes, mas deixaram a classificação geral em uma emocionante luta pelo pódio de até 4 equipes faltando apenas alguns segundos para o fim.

Para o corredor de Navaluenga (Ávila), Nacho Pérez, “foi mais uma grande vitória no Algarve onde todos os anos que chegamos tentamos fazer bem mas a vitória final nos escapa, por uma razão ou outra. E este final também vai ser de cortar o coração, mas esperamos ser uma das equipas que finalmente está no pódio final, vamos dar o nosso melhor e que não tenhamos azar.” Para o seu companheiro de equipa, Fran Herrero, o segoviano do Carbonero El Mayor, “muito feliz depois do curto e intenso prólogo do primeiro dia onde tivemos que ter cuidado para não cometer erros e finalmente terminamos em segundo. Na etapa de hoje tentámos ter a corrida sob controlo e isso foi até que os líderes tiveram que parar, foi aí que decidimos avançar, juntamente com a outra equipa portuguesa, e conseguimos vencê-los no sprint. Neste momento a etapa é rainha e líder da classificação geral, ninguém nos pode tirar isso mas vamos tentar manter a camisola amarela no final da prova, mas não será fácil.”

  • PARTILHAR   

Outros Artigos