(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Escultura em pedra homenageia jovem atleta Matthias Sandeck, falecido em 2019

Escultura em pedra homenageia jovem atleta Matthias Sandeck, falecido em 2019

Foi hoje instalada, num miradouro da Vila da Luz, uma escultura em pedra da autoria da artista lacobrigense Rita Pereira, iniciativa que constitui uma homenagem a Mathias Sandeck, jovem atleta algarvio falecido em competição em 2019.

Matthias Sandeck tinha dupla nacionalidade portuguesa e alemã e residia no concelho de Lagos desde os seus cinco meses de idade. Integrava a Selecção Nacional de Pesca Submarina, tendo falecido quando participava no XXXII Campeonato Euro-Africano na Dinamarca – um grave acidente que se deu no segundo dia de competição, a 8 de Setembro de 2019, culminando na morte deste jovem atleta; uma partida prematura, que abalou profundamente amigos e família.

Nas palavras da sua criadora, Rita Pereira, a escultura em pedra calcária, feita em sua homenagem e doada ao município, representa «a descida ao fundo do mar, uma dança entre a vida e a morte». Os dois elementos no topo da escultura representam as barbatanas, num movimento «congelado e eternizado, onde o existir e o deixar de existir se encontram, coexistindo aqui e fazendo parte do mesmo universo».

A peça foi instalada no miradouro da "Prainha", junto à rampa dos pescadores, na Praia e Vila da Luz, tendo igualmente como objectivo a qualificação do espaço público.

A instalação foi acompanhada por familiares e pelo grupo de amigos próximos de Matthias Sandeck, que fizeram questão de testemunhar este momento.

.

Sobre a autora

Rita Pereira, mais conhecida por “RoMP” (Rita os Meus Pés), é licenciada em Design de Equipamentos pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e Mestre em Design de Produto pela Escola Superior Artes e Design do Politécnico de Leiria.

Realizou trabalhos em parceria com o Studio Astolfi, onde criou objectos em pedra para a montra da loja Hermès Lisboa. Desenhou mobiliário para a nova marca MANTA, apresentada durante a Maison et Objet Paris, em 2017. Em 2018, participou como escultora no 5.º Simposio Internazional di Scultura di Vitulano (Itália), o seu primeiro simpósio, onde realizou a escultura intitulada de “Aparição”.

Em 2019 realizou a sua primeira escultura pública, inserida no projecto "Lugares de Globalização", exposta na Vila de Monchique, com o título “Árvore Monumental”. Actualmente, é artista residente do LAC – Laboratório de Artes Criativas, em Lagos.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos