(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Acordo de Cooperação garante apoio do Município de Lagos ao projecto “Orquestra Juvenil de Guitarras do Algarve”

Acordo de Cooperação garante apoio do Município de Lagos ao projecto “Orquestra Juvenil de Guitarras do Algarve”

Dar continuidade ao projecto que permite proporcionar formação musical às crianças e jovens residentes na zona mais interior/rural do concelho de Lagos é o objectivo do Acordo de Cooperação tripartido aprovado na última reunião de Executivo Municipal.

O documento visa criar as condições para, através da intervenção conjugada e em regime de parceria, entre o Município de Lagos, a União de Freguesias de Bensafrim e Barão de São João e a Associação de Guitarras do Algarve (AGA), garantir a continuidade de funcionamento do Pólo do projecto “Orquestra Juvenil de Guitarras do Algarve” no concelho de Lagos, mais concretamente no território da União de Freguesias de Bensafrim e Barão de São João, de harmonia com as orientações técnicas da responsabilidade da Coordenação Pedagógica da Orquestra.
Com esta decisão o Município retoma assim um apoio que remonta a 2004, data em que foi estabelecido o primeiro Acordo de Cooperação para a criação de um Pólo deste projecto de formação e dinamização cultural na então freguesia de Barão de São João, o qual vigorou até 2011, tendo sido interrompido apenas devido às dificuldades orçamentais à data existentes. 
Apesar dessas contrariedades, o projecto sobreviveu e continuou a levar a formação musical aos jovens da zona mais rural/interior do concelho de Lagos e de outros concelhos algarvios, contando sempre com o apoio logístico do Município e da Junta de Freguesia e, pontualmente, com alguns apoios financeiros.
O resultado deste trabalho tem sido mostrado nos Encontros Globais da Orquestra Juvenil de Guitarras do Algarve que Lagos já acolheu. No último ano o Polo de Barão de São João registou a frequência de 21 crianças e jovens, de idades compreendidas entre os 8 e os 17 anos, integrados em 3 Classes (A – Avançado; B – Intermédio; C – Iniciação).
Identificando o interesse e valia cultural do projecto, a sua consistência pedagógica e artística e o impacto positivo gerado na valorização do território e dos agentes locais, na promoção de hábitos de partilha, convivência e de vida saudáveis, assim como na promoção da sensibilidade artística, do pensamento crítico, equidade de oportunidades e inclusão, o Município, no âmbito do Acordo agora aprovado, compromete-se a assegurar uma comparticipação financeira anual no valor de 6.550,00€ e, excepcionalmente, no seu primeiro ano de vigência, a atribuir um subsídio no valor de 3 683,00€, correspondente à comparticipação das actividades “Encontro Global” e “Encontros Interassociativos” e às despesas de funcionamento do Pólo e da formação no período de Setembro a Dezembro de 2017. 
A União de Freguesias assume um papel essencial de interlocutor com a população beneficiária e de prestador de apoio logístico necessário ao funcionamento do projecto.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos