(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Marchas Populares

Campanha de Recolha de Alimentos do Banco Alimentar está de regresso

Campanha de Recolha de Alimentos do Banco Alimentar está de regresso

Iniciativa pretende angariar o máximo de donativos para, assim, ajudar as famílias que, hoje, enfrentam a difícil conjuntura económico-financeira

A Campanha de Recolha de Alimentos do Banco Alimentar Contra a Fome do Porto está de regresso. A 56ª edição da ação decorre, este ano, a 1, 2 e 3 de dezembro e irá realizar-se nos mais de 300 super e hipermercados do distrito do Porto. Durante o fim de semana prolongado, a comunidade portuguesa e portuense terá, assim, a oportunidade de contribuir com doações de uma variedade de produtos não perecíveis, tais como leite, conservas, azeite, óleo, arroz, açúcar, farinha ou massas. Estes itens serão, depois, distribuídos pelas mais de 300 instituições apoiadas pelo Banco Alimentar do Porto, estrutura que desempenha um papel crucial na ajuda às famílias que se encontram numa situação mais vulnerável.

Mas se a ajuda da comunidade tem sido única, a verdade é que o contínuo crescimento do número de voluntários – elementos essenciais para a realização e sucesso desta campanha – é, também, de salientar. A adesão entusiástica da comunidade reflete o compromisso em apoiar aqueles que mais precisam. Para todos aqueles que pretendem fazer parte, como voluntários, desta iniciativa, a inscrição pode ser realizada através do link: www.baporto.pt

Bárbara Barros, presidente do Banco Alimentar do Porto, salienta que “num momento desafiante para Portugal (e, infelizmente, para o mundo), a Campanha de Recolha de Alimentos do Banco Alimentar do Porto necessita, mais do que nunca, de uma expressão poderosa da solidariedade dos portugueses e portuenses”. E acrescenta: “Com a crescente inflação, é necessário reconhecer a importância vital de apoiar aqueles que enfrentam maiores dificuldades. Mas é importante perceber, também, que esta campanha não fortalece apenas as despensas comunitárias. Pretende passar uma mensagem clara de esperança e colaboração face aos desafios sociais. Pretende demonstrar que, juntos, continuaremos a construir um futuro onde a solidariedade e o apoio ao próximo se assumem como os alicerces da nossa sociedade."

“Portugal vive um momento instável a nível político e financeiro e isso reflete-se no poder económico das famílias”, refere a presidente, que acrescenta, ainda: “Hoje, mais de 20 por cento dos portugueses encontra-se em situação de risco de pobreza, segundo o Relatório Pobreza e Exclusão Social em Portugal 2023. O aumento dos pedidos de ajuda precisa, por isso, de uma resposta solidária por parte de toda a comunidade. O Banco Alimentar do Porto espera superar o êxito alcançado nas últimas campanhas e conta, mais do que nunca, com a adesão e apoio de todos”.

Acrescente-se que, no âmbito da 55ª edição desta iniciativa, realizada em maio deste ano, foram angariadas 329 toneladas de bens alimentares. A iniciativa contou com o apoio de mais de 5.000 voluntários, que se distribuíram pelos super e hipermercados do distrito do Porto, mas, também, pelo armazém do Banco Alimentar Contra a Fome do Porto.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos