Câmaras Municipais do Parque Natural SACV, Aljezur, Odemira, Sines e Vila do Bispo exigem o retorno responsável à actividade da pesca lúdica

Câmaras Municipais do Parque Natural SACV, Aljezur, Odemira, Sines e Vila do Bispo exigem o retorno responsável à actividade da pesca lúdica

As Câmaras Municipais do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina, manifestam a sua preocupação relativamente à proibição da pesca lúdica, defendendo a urgência do levantamento das restrições em vigor para a prática da pesca lúdica e do mariscar nesta região, manifestando o sentimento das populações residentes nestes concelhos.

Os autarcas de Aljezur, Odemira, Sines e Vila do Bispo fazem eco do sentimento das populações destes concelhos, defendendo que a pesca lúdica deve ser encarada como uma actividade desportiva que ajuda a economia familiar, mas também contribui para manter a mente e o corpo sãos.

Assim exigem que, de uma forma responsável e ponderada, estas actividades possam ser retomadas no contexto de um desconfinamento responsável, se necessário faseado por freguesias, permitindo aos residentes voltar a pescar ou mariscar na sua própria freguesia.

O esforço colectivo que tem sido feito pelas gentes destes concelhos, que se viram privados de uma série de actividades a bem de um motivo maior, a saúde e a vida humana deve ser reconhecido. A missiva apela e tenta sensibilizar o Governo para permitir um desconfinamento gradual para a pesca lúdica, ainda que mantendo a proibição de circulação entre concelhos.

Esta medida, além da questão cultural enraizada nestas populações é fundamental para o bem-estar de muitas famílias, numa altura em que além das dificuldades financeiras, subsistem preocupações com a saúde mental de muitas pessoas.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos